Abrace esta causa, torne-se Sócio, participe!

Reportagem de Adelino Gomes

A partir do meio-dia do dia 25 de Abril a coluna de Salgueiro Maia após desmembramento e neutralização da coluna do Regimento de Cavalaria 7 dirigem-se para o Quartel da GNR no largo do Carmo onde se encontrava refugiado o Presidente do Conselho. No caminho, através da Rua Augusta e Rossio os militares começavam a ser apoiados por populares que se manifestavam contra o regime.

A coluna de Salgueiro Maia prossegue em direcção ao Largo do Carmo tendo os blindados dificuldade em progredir devido às ruas serem muito estreitas e com carros estacionados. Ouvem-se em fundo palavras de ordem “Abaixo a Guerra Colonial”.

Já com a coluna no Largo do Carmo o povo de Lisboa começa a afluir ao local gritando palavras de ordem contra o regime e contra uma força da GNR que se encontrava nas imediações.

Salgueiro Maia fala para o microfone de Adelino Gomes informando que o cerco ao Quartel do Carmo está a ser efectuado e que a coluna de Infantaria 1 da Amadora aderiu ao movimento. Declara que a diferença de forças é tão grande que não prevê qualquer reacção por parte da GNR.

Pelas 15h e 30m como do interior do Quartel do Carmo não se esboçasse nenhuma acção de rendição Salgueiro Maia dá ordem de fogo para a parte superior do edifício.

Pelas 16h e 30m Salgueiro Maia entra no Quartel do Carmo sendo recebido por Marcello Caetano. Salgueiro Maia narra o seu encontro com Marcello Caetano.

Arquivos Históricos

Guerra Colonial

Centro de Documentação

Arquivo RTP

Curso História Contemporânea

Base Dados Históricos

Cadernos 25 Abril

Filmes e Documentários

Arquivos Históricos

© 2018 – Associação 25 de Abril

Close Menu